Receita de Tosta Rainha 

2021-05-20
Receita de Tosta Rainha 

Conhece a famosa Tosta Rainha da Paupério? Feita habitualmente com regueifa doce, esta tosta é ideal para acompanhar uma chávena de café num dia frio de Inverno, barrada com manteiga. Graças a esta receita, presente num livro de receitas antigo da Fábrica de Biscoitos Paupério, pode tentar fazer as suas próprias tostas rainha em casa. Siga os passos abaixo e experimente! Tosta Rainha  104 quilos de farinha 12 quilos de açucar 1 quilos de sal refinado 800grs de fermento 250grs de manteiga 10duzias de ovos 5grs de x.p.t.o 20litros de àgua   O crescente é feito com cerca de 30 quilos de farinha e 10 litros de agua. ...

Receita de Biscoitos de Cerveja 

2021-05-19
Receita de Biscoitos de Cerveja 

Estes biscoitos de cerveja fazem-se com os ingredientes habituais dos biscoitos tradicionais de Valongo, tais como a farinha, o açúcar, a manteiga, a canela ou o sal. Mas não só. Levam ingredientes especiais como fécula, carbonato, bicarbonato e, claro, cerveja. Retirada de um livro antigo de receitas da emblemática Fábrica de Biscoitos Paupério, esta receita antiga permite comparar a forma como hoje se fazem biscoitos com as receitas de outros tempos. Arregace as mangas e experimente fazer os seus próprios biscoitos de cerveja! Biscoitos de Cerveja  55kgs Farinha 5 kgs fécula 15kgs açúcar 3,500kgs manteiga 0,700kgs car ...

Receita de Torcidos, biscoitos tradicionais de Valongo

2021-05-18
Receita de Torcidos, biscoitos tradicionais de Valongo

O aspeto destes biscoitos ajuda a explicar o seu nome. A massa, essa, tem um travo ácido a limão.Falamos dos biscoitos torcidos, presentes nas gavetas de madeira de muitas biscoitarias valonguenses. São uma boa opção para lanches doces e até podem fazer parte de sobremesas mais elaboradas. Aprenda a fazer os biscoitos torcidos de Valongo com a receita que se segue. Torcidos   24 quilos de farinha 6,5 quilos açúcar 2,750quilos de manteiga 750grs leite em pó 350grs carbonato 150grs fermento holandês 80grs bicarbonato 250grs sal refinado 20grs extrato de malte 24 ovos 10 limões (raspa e sumo) 4 grs essencia limão ...

Receita de biscoitos de milho 

2021-05-17
Receita de biscoitos de milho 

Facilmente cultivado em Valongo e nos territórios limítrofes, o milho permitia alimentar os animais de carga, fazer broa para alimentar a família e até biscoitos, um doce para ocasiões especiais e para venda. Assim, os biscoitos de milho estão entre os mais antigos fabricados nas biscoitarias do Concelho. Esta receita leva farinha de milho, claro, mas também farinha de trigo, açúcar, ovos, manteiga, canela - um conjunto de ingredientes que tem tudo para dar certo. Experimente fazer os seus próprios biscoitos de milho em casa e sinta-se um verdadeiro biscoiteiro de Valongo.  Biscoitos de Milho  Deita-se num alguidar de barro ...

Receita de biscoitos de limão 

2021-05-16
Receita de biscoitos de limão 

De sabor fresco mas com o travo doce na dose certa, estes biscoitos de limão são ideais para quem acompanhar uma chávena de café. Nas biscoitarias de Valongo, terra de pão e biscoitos, esta variedade surge de diferentes formas e é, provavelmente, um dos biscoitos mais antigos confecionados por cá. Fazem-se com farinha, açúcar, canela, sal, amoníaco, água e, claro, raspas de limão. Tem este citrino das prateleiras da despensa? Então siga esta receita e ponha as mãos na massa!  Biscoitos de Limão  Deita-se numa vasilha de barro: 500 gramas de farinha flor 500 gramas de açucar Dois ovos, 200 réis de canela Raspas de ...

Bem-vindo à Oficina da Regueifa e do Biscoito de Valongo

2021-05-13
Bem-vindo à Oficina da Regueifa e do Biscoito de Valongo

Mensagem do Presidente da Câmara Municipal de Valongo, José Manuel Ribeiro Bem-vindo à Oficina da Regueifa e do Biscoito!   Este é um espaço de memórias, que nos transportam para um mundo de sensações, onde o passado se releva num futuro que está, e estará, sempre presente entre nós.  Este espaço nasceu da paixão pela história e pela cultura deste fantástico município. É esta terra que nos define, que nos confere a força do nosso carácter coletivo e nos distingue no espaço metropolitano onde vivemos e existimos, quer ao nível das tradições materiais e imateriais, quer ao nível do património natural e humano ...

Bolachas e biscoitos - saiba a diferença

2021-05-12
Bolachas e biscoitos - saiba a diferença

Os famosos biscoitos de Valongo podem ser encontrados em diversas formas e sabores. Pelo país multiplicam-se os lugares onde estes são vendidos e conhecidos como os “Biscoitos de Valongo”.  E são para todos os gostos: de milho, de limão, torcidos, digestivos, os cacos (conhecidos como bolacha francesa), os fidalguinhos e alguns mais que vão aparecendo conforme os gostos dos clientes.  Eis a diferença entre biscoito e bolacha: estas palavras são sinónimas, mas o termo biscoito é mais antigo.  Para retirar a humidade e atrasar a decomposição, era cozido várias vezes. Foi um dos alimentos das guarnições dos navios que fic ...

Que segredos esconde a regueifa de Valongo?

2021-05-09
Que segredos esconde a regueifa de Valongo?

Fabrica-se com perfeição inexcedível a famosa “rigueifa” que faz crescer água na boca a muita gente. A regueifa, do árabe (ar)rgaifâ, é uma rosca feita de massa de pão alvo. Este pão torcido, tradicional do Norte do país, é uma variedade de pão espanhol, cuja massa é sujeita a uma compressão, manual ou mecânica, processo que permite torná-la mais fina, mais branca e menos aguada.  Este pão aparece à venda em todas as festas e romarias, sendo que a regueifa de Valongo é a mais conhecida e reconhece-se por apresentar enfeites de massa: laços, pinhas, folhas, nozes, espigas, entre outros. Dantes, as regueifas fabricav ...

Sêmea, regueifa, molete - conheça os tipos de pão de Valongo

2021-05-08
Sêmea, regueifa, molete - conheça os tipos de pão de Valongo

Que produtos vendem os padeiros de Valongo? Inicialmente, a atividade da panificação de Valongo destacou-se pela venda de moletes e de regueifa, dois pães à base de trigo mas muito diferentes entre si. A par disto, também se fabricavam broas de milho, mais para consumo próprio até, mas também sêmeas, bicas, pães de leite, umbigos, regueifa doce, entre muitos outros produtos. Conheça nesta lista todos os produtos que ainda hoje se vendem. Figura 1 Carcaça Figura 2 Sêmea Figura 3 Moletes Figura 4 Bica Figura 5 Pão de Leite Figura 6 Pão de Leite Figura 7 Umbigos Figura 8 Regueifa Doce Fig ...

A fama do pão de Valongo - do século XVIII aos nossos dias

2021-05-06
A fama do pão de Valongo - do século XVIII aos nossos dias

A situação geográfica de Valongo, entre os moinhos do rio Ferreira e a cidade do Porto, foi primordial para o desenvolvimento da indústria da panificação.  Desde tempos imemoriais, a antiga estrada real proporcionava e facilitava o comércio com a cidade Invicta. Os portuenses e as terras vizinhas alimentavam-se essencialmente do pão claro de trigo e dos biscoitos produzidos nos fornos da vila de Valongo.  Estudos referem que Valongo no início do séc. XVIII é habitado de muitas padeiras que sustentam o Porto de pão e muitos almocreves que vivem de conduzir o trigo.  A fama do pão de Valongo é muito antiga, associando- ...

Valongo: breve descrição do Concelho

2021-05-04
Valongo: breve descrição do Concelho

O concelho de Valongo foi reconhecido por foral em 1836, durante o reinado de D. Maria II.  A ocupação humana desta região é muito anterior à romanização, havendo vestígios do Neolítico. Com o brasão da cidade, percebe-se, desde logo, a importância da indústria da panificação: destaque para o verde das serras, o preto da ardósia, o rio e as mós dos moinhos onde se produzia a farinha, as espigas de trigo para o fabrico de pão, regueifa e biscoitos.  Esta indústria foi a principal fonte de riqueza da região. Durante séculos, Valongo, tirando partido da sua localização geográfica impôs-se como fornecedor de pã ...

O que explica a fama do pão e dos biscoitos de Valongo?

2021-05-03
O que explica a fama do pão e dos biscoitos de Valongo?

Em Valongo, o fabrico de pão e biscoitos de elevada qualidade é secular. Beneficiando da existência de moinhos, de nascentes de água, da lenha das serras e da passagem da estrada real que a ligava à Invicta, Valongo especializou-se na produção e abastecimento de pão à cidade do Porto, pelo menos desde o século XVII, de acordo com registos de época.  A partir do século XVIII, multiplicou-se o número de padarias no centro urbano, fruto da vitalidade do setor da panificação e do carácter geracional do negócio. As valongueiras rumavam ao Porto três vezes por semana para vender sêmeas, moletes e regueifas nas feiras do pão, m ...