Receita de Rosca Inglesa 

2021-04-26
Rosca Inglesa 

De forma e sabor característicos, a rosca inglesa é um dos biscoitos característicos de Valongo, terra de padeiros e biscoiteiros. Com a receita que se segue, presente no "Livro de receitas para fabrico de bolachas e biscoitos" da Fábrica de Biscoitos Paupério, poderá ser biscoiteiro por umas horas. Junte a família para pôr as mãos na massa e perpetue a tradição dos biscoitos tradicionais. 

Rosca Inglesa 

3 quilos de farinha
5 quilos féculas
1,500quilos de rexo
1 quilo de carbonato
20grs de essência de limão
3 duzias de ovos
20kgs de açucar
400grs de sal refinado
12 litros de agua  

Para a sua confeção, começa-se por se bater o açúcar com a manteiga até obter um creme esbranquiçado e de aspeto homogéneo. Adiciona-se, sem parar de bater, os bicarbonatos, o fermento, o sal, o soro de leite, os ovos, a glucose, a lecitina de soja e o aroma de limão. Junta-se a água e bate-se a massa por mais 15 minutos. Entretanto, coloca-se a farinha noutro recipiente, onde se vai adicionando lentamente o preparado anterior, enquanto se trabalha muito bem, até obter uma massa bem ligada e pronta a ser moldada. Com a massa, fazem-se biscoitos redondos com orifício no meio, à semelhança de argolas, e dispõem-se em tabuleiros previamente untados. Levam-se ao forno pré-aquecido a 190oC durante cerca de 7 minutos, não se deixando escurecer. Depois de cozidos, deixam-se arrefecer antes de guardar ou embalar. À “Rosca Inglesa Portugal” foi concedido, a 11 de junho de 1938.  

A água a empregar deve ser tépida. Havendo limões é preferível uza-los em substituição da essência. A quantidade de limões a empregar nesta massa é entre 6 a 10 conforme o tamanho e deve utilizar-se sumo e raspa.  
 
Livro de receitas para fabrico de bolachas e biscoitos, Fábrica de Biscoitos Paupério, Valongo, s/d – Arquivo Histórico Municipal